Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2020

Quando o horizontal deixa de ser desafiante, o único caminho é para cima!

Imagem
  Quando o horizontal deixa de ser desafiante, o único caminho é para cima! Iniciei nas trilhas em setembro de dois mil e dezoito, bem no feriado da Independência do Brasil, olha que profético. E trilha é aquele negócio né, ame ou odeie. Depois de chegar em casa quase morta e ficar dois dias gemendo para descer as escadas, o sentimento foi de amor mesmo. "Foi preciso aprender e vencer medos, concentrar e arriscar." Depois da primeira trilha (que, aliás, já comecei com quatorze quilômetros, sendo os três primeiros uma subida de chorar), andar vinte, vinte e quatro quilômetros em um dia passou de sacrifício/ loucura para uma atividade extremamente prazerosa, que me permitia parar a mente e só desfrutar da paisagem. A satisfação durou pouco tempo. Em dezembro de dois mil e dezoito eu parti para o próximo desafio: o rapel. E que delícia. Já são vinte e dois meses praticando quase semanalmente, descendo pontes, viadutos, cachoeiras e pedreiras pelas cidades de Minas. O rapel

Queimadas e desmatamento: nossa existência está em risco!

Imagem
  Queimadas e desmatamento: nossa existência está em risco! Vamos fazer o seguinte exercício de pensamento: imagine que um dia você está dormindo e desperta sentindo um cheiro estranho. Parece que algo está queimando. Você se levanta rapidamente para ver o que está acontecendo e quando abre a porta do quarto percebe que toda a sua casa está em chamas. Num ato desesperado você e sua família saem pela janela do seu quarto, mas assim que chegam ao quintal você pode ver que todas as casas do bairro também estão queimando. Não dá para chegar até o portão e alcançar a rua. De onde vocês estão é possível ouvir os gritos desesperados dos seus vizinhos sendo pegos pelo fogo. Não dá para correr. Não há onde se esconder. O fogo também vai pegar vocês e não há mais nada que você possa fazer. Você e sua família tão amada... Vão morrer! Forte não? Agora vamos trocar os personagens dessa história. Ao invés da sua rua temos as florestas e no lugar de você, sua família e vizinhos temos as tantas espé